7.11.07

break, blow, burn.

Camille Paglia, a mulher da minha vida, fará uma palestra em porto alegre amanhã & WAH mil lágrimas porque não vou. bem que ela podia vir pra essa fake feira literária que tá tendo aqui em curitiba, falar pra mim & meia dúzia de gatos pingados na tendinha branca armada ali na esquina. certamente eu daria vexame & empurraria implorando os meus livros pra pegar autógrafo & gritaria CAMILLE ME POSSUA!!1! porque eu sou é muito groupie mesmo.

toda vez que eu leio as coisas dela, me dá mais & mais certeza de que eu jamais funcionaria na Academia a longo prazo, porque ela já disse tudo que eu queria ter dito; mais ou menos como ler Cortázar e saber que não, nunca serei Escritora, é ler Camille e saber que não, nunca serei Intelectual. a fluência da escrita dela e a organização das idéias é exatamente como eu defino Ser Inteligente: juntar todo tipo de informação aleatória num todo aterrorizante & lindo & simples & óbvio como uma teia de aranha. quem me dera comparar Byron com Elvis e não parecer senil, e analisar poesias sem soar pedante, e comentar Lolita pela milésima vez sem ser absurdamente previsível & oca.

"Sex cannot be understood because nature cannot be understood. Science is a method of logical analysis of nature's operations. It has lessened human anxiety about the cosmos by demonstrating the materiality of nature's forces, and their frequent predictability. But science is always playing catch-up ball. Nature breaks its own rules whenever it wants. Science cannot avert a single thunderbolt. Western science is a product of the Apollonian mind: its hope is that by naming and classification, by the cold light of intellect, archaic night can be pushed back and defeated."

camille, camille, me possua D,,,,:

No comments: