26.4.07

como pode?

não, sério. é que nem atravessar a rua. dá pra ficar na esquina, olhar pros dois lados, esperar o hominho verde, pisar em cada risquinho da faixa, essas coisas. mas, no fim das contas, o negócio é ir correndo & gritando em desespero com os braços pra cima, se jogando nas frestas entre os carros como se - assim -, tipo ondas no mar. a correnteza pra um lado, você pro outro, e aquela ameaça quieta de tubarões águas-vivas mancha tóxica. quiça uma sereia; imagine só.

No comments: