31.8.06

um meio

esquece aquela história de bocas & tangerinas & pomares. brigadeiro fervendo numa colher de prata roubada de um hotel por uma tia velha, tua língua; o amargo do cacau em pó berrando por trás da doçura insuportável. quero é enxaguar meu corpo com o teu, me livrar do mofo dos dias ficando de molho na tua pele.

[desfaz o meu cabelo, embaça os meus óculos.]

No comments: