29.6.06

sonhe um pequeno sonho de mim.

tenho sonhado sonhos todo dia, o que é incomum, para a minha pessoa. e são sonhos completamente diferentes um do outro, a cada dia, o que quer dizer que meu inconsciente anda muito mais produtivo do que eu. observem esse, do começo da semana:

estava andando pelo centro de sãopaulo e cheguei no mar(!). queria tirar uma foto, porque estava lindo, mas as águas estavam muito revoltas e tive que me afastar da praia. as casas eram muito próximas da areia, e tive que invadir um quintal com alguns cães pra não me molhar. quando consegui atravessar o quintal e voltar à praia, havia anoitecido.

ainda queria muito tirar uma foto do mar, e, mesmo sabendo que a minha câmera funciona mal-e-porcamente à noite, liguei o flash e mandei ver. quando a luz do flash iluminou a praia, fui surpreendida ao ver vários desconhecidos em uma orgia(!) na areia. enquanto olhava o resultado da foto do visor da câmera, alguns deles vieram na minha direção querendo me fazer apagar a foto e/ou destruir a máquina. fui andando para trás até um pier, e eles prosseguiam me intimidando. a lua cheia subiu rápida & subitamente ao céu, e fiquei impressionada. apontei o fato para os outros, mas nisso a lua explodiu e se mostrou apenas um efeito de fogos de artifício. do nada, uma aranha marrom sobe em mim e me pica nas costas. começo a reclamar e sofrer, e meu avô aparece para me levar pra casa. no caminho, passamos por uma plantação de melancias gigantescas e eu quero voltar no outro dia com o ricardo para, claro, tirar fotos.

significado, xD:
mar - aguarde uma aventura amorosa, alguma coisa nova está em andamento; estar em um quintal: amigo indesejável virá visitá-la(o); fotografia - tirar uma: novo amor; aranha - seu sucesso dependerá do seu esforço, cuidado no trato com mulher(!); frutas - belas frutas: relações amorosas e prazeres proibidos.

enfim, espero que o amigo indesejável não chegue justo quando eu estiver aproveitando os prazeres proibidos com meu novo amor etc.

e tem esse outro sonho também, dessa noite:

era um dia ensolarado. estava acontecendo uma festa grande, num tipo de castelo com um pátio aberto no meio, um lugar meio abandonado e sem telhas e tal. tinham muitos desconhecidos e algumas pessoas da minha família, também. um grupo estava se organizando pra representar Macbeth, e eles passavam carregando livros e vestindo roupas antigas. me pararam pra perguntar se eu conhecia a peça, e me chamaram pra fazer a irmã do edmundo (que é um personagem de Rei Lear e não tem irmã, mas, enfim, sonho é sonho) e eu disse SIM.

a peça começou e chegou a cena em que eu tinha que ir lá fazer o meu papel intuitivamente, pelo que eu lembrava da história, visto que ninguém se dignou de me dar uma cópia do roteiro. tinha esse cara discutindo com o edmundo, e eu ia defender e agitava os braços, enquanto o edmundo ia me protegendo, de costas, me empurrando até uma outra sala (tipo sai-de-cena). lá, longe dos olhos do público, ele caiu sem querer(?) em cima de mim e a gente acabava conversando deitado no chão.

aí, começava uma tempestade de vento(!) e, enquanto todo mundo saía correndo, eu ficava encolhidinha contra a parede. fim.

do mesmo site de 'significados':
teatro - seus interesses serão recompensados; castelo - um castelo: visita de amigos, entrar num castelo: grande paixão; festa - quando é agitada: seus planos não estão dando certo, tranqüila: terá que decidir sobre uma proposta interessante, se a maioria dos convidados for estranha, é sinal de inquietações; vento - mudanças repentinas em sua vida.

wah. observem como tudo tem a ver com a tal visita de amigos e a grande paixão. meus sonhos são tão premonitórios! bork bork bork.

No comments: