25.6.05

rollback, rollback, rollback

putz, hein, kelly. tinha que escrever, tinha?

faz de conta que é tudo culpa da febre (e deve ser mesmo, mas o fato de uma desculpa ser válida não tira o mérito da minha invenção), que, assim como algumas noites você levanta de madrugada e toma nescau só de calcinha na cozinha escura (imaginando as baratas que podem surgir do ralo pra se trançar nos seus pés descalços), em outras você, bem, você, você. senta na cama, né. liga o computador, escreve. essas coisas inventadas, tudo mentira mesmo, sempre foi.

e se não for mentira, você faz de conta que é, porque não importa (rebola-se com o famoso buquê na bunda: e que diferença fa-a-az? faz ne-nhuuuu-ma). a Escritura Sagrada já me disse mesmo, pra me livrar do peso dos meus segredos inventados.

(ha, imagina que legal se de madrugada eu estava bem e a febre é agora).

No comments: