15.5.05

très desolé

eu sou tão incompetente que não fui aceita pela universidade na qual o sartre e a beauvoir se conheceram & o foucault & o derrida & o merleau-ponty estudaram (se é pra ser esnobada, que seja com estilo). é, colegas, não é dessa vez que vocês hão de se livrar de mim & me ver pelas costas d'outro lado do oceano. eu não vou pra paris, sendo paga pra morar a duas portas da biblioteca, umas cinco quadras do louvre e só trezentos quilômetros da fonte do meu material básico de estudo, i.e., cantigotas medievais. alas, woe.

quem, hm, me conhece, sabe da ambivalência feroz que eu tinha quanto à essa bolsa, já que se me quisessem eu ia passar pelo menos três anos por lá, o que ia ser über WHOA, mas bem BLEH também, visto que (pode não parecer mas) eu tenho um coração. as minhas esperanças nunca foram gigantescas: são só 10 vagas tipo-pro-mundo-todo, mas e daí, né? meu ego está ferido de qualquer jeito :/

pra me consolar, gastei a manhã fazendo uma saia. já que eu não posso ser acadêmica, irei investigar outras áreas de trabalho, como corte & costura:

quer me ver pelas costas? só se for assim.

No comments: