30.4.05

does the body rule the mind
or does the mind rule the body?
(ask me why, and i'll die)
(oh, ask me why, and i'll spit in your eye)

a areia é um veludo úmido, pastoso, estendido sob mim & sob o mar. o céu azul e frio agarra uma aurora boreal com sabor de fruta. (espelho espelho na parede - que parede?). quero as lâminas sibilinas dos anos 30, que beijam a pele e fazem o sangue se torcer, emulando a espiral anti-fálica da serpente excitada. sem veneno, a caligrafia basta. redemoinhos localizados. mini-espasmos. não me acalmo.

a bússola não aponta caminho nenhum. je suis et je suis pas cachée. o x não está no mapa, que, claro, não é o território. (me traga especiarias gemidos tinta sua saliva áspera lixa lixo). me encontre sozinho sozinha. yo-ho-ho & uma garrafa de. (me traga um travesseiro dados de marfim um verso o reverso). os vãos entre os meus desejos estão cheios de águas-vivas.

não esqueça as lâminas. esfria. ando na praia de pijama, esperando seu naufrágio.

No comments: