26.10.04

dilate

and you are so lame
you always disappoint me
i see you and i'm so unsatisfied
i see you and i dilate

(i care less and less
what people think)

eu não durmo direito eu não como direito eu não vivo direito, possivelmente faço tudo torto, errado, tenho bolhas por fora & por dentro, tenho cansaço sede fome, eu sou tão decepcionante. não é milagre ou mistério que façam comigo o que fazem comigo, ou até é, mas quem-se-importa, entende?

eu acordo e durmo e no meio tempo, there's a stake in my fat black heart, porque oh, the villagers never liked me: they are dancing and stamping on me. tec tec tec, toc toc toc. ouche.

"é como se me faltasse algum órgão vital. como se, por exemplo, a comida fosse direto da boca pro intestino, sem passar pelo estômago, aí eu não to assim, morrendo, mas não me sinto bem, fico fraca, meio vazia e boba."

mas não tanto, não tanto, o caçador abre a barriga do lobo e de lá tira a chapéuzinho vermelho e a vovó, mas depois enche de pedra e costura. Jack the Ripper, come back, come back. eu não sei mais manipular as agulhas, acabo enfiando nos lugares errados onde só abro mais buracos ao invés de juntar as coisas. não sei, realmente, juntar as coisas.

eu não sabia também, há tempo, muitas coisas. tipo que uma das faces de Eris era mãe de Lethé, e se soubesse eu poderia ter escrito que portanto ela é mãe do esquecimento e da lembrança, all hail, mas não, não sabia, sei agora, e portanto meu texto ficou medíocre e serei uma decepção pra mais uma pessoa. mais uma. e outra. e outra.i am so lame.

::suspiro exclamação exclamação um um exclamação um::

No comments: