1.9.04

as pernas das baleias

i have only words to play with

já parece que eu esqueci como é que faz. que foi outra pessoa, desconhecida, interessante daquele jeito simples assim, que eu conheço bem: a surpresa de achar uma lesma enroscadinha do seu caracol embaixo de uma pedra úmida. e depois, decidir não jogar sal nela.

vejo as minhas letras amassando páginas, refletidas no vidro do meu relógio (o ponteiro dos segundos pra trás, mais mais). meus próprios cantos em sânscrito? sei que não, sei que não! tudo baboseira. importante apagar & tocar fogo nos restos porque podem achar, reconstruir, tipo os fosséis que se escondem no fundo do chão.

tipo baleia com perna, sabe como?

(como elas vão parar em terra firme, tão firme que é pedra?)
(ah, é que elas têm perna...)
(tipo aranha?)
(não, menas)
(hmm, tipo aranha)
(nem)
(tipo aranha, que você nem sabe como chegam nos lugares, que vão pulando e trançando fios de seda)
(tipo essas coisas que você escreve e vão parar em público)
(tipo essas coisas)

No comments: