20.7.04

que feio

well, i'm finding it harder
to be a gentleman every day
all the manners that i've been taught
have slowly died away


_o/

eu sei. que feio. era pra eu estar na aula de semântica mas eu vim pra casa. com a boa desculpa de fazer um trabalho que é pra sexta e estudar pra prova de amanhã. provalhã até.

era a desculpa, claro.

porque na verdade eu estou comendo pudim e vendo caligula (what better proof that i am god? i have a husband. and a wife. i am all that is and shall ever be) & pride'n'prejudice (oh, mr. darcy, you pieeeeeeeeerce my soul), cercada pelos dez livros que eu tirei ontem da biblioteca e que não devia ler. tá, talvez o 'how to do things with words' sirva pra prova. ou o do wittengenstein. ou o do fuck-o.

aí às vezes me sinto meio velha, assim, sozinha. tipo a bridget jones, comendo & cobiçando gente de filme & ouvindo portishead. esperando os cões virem me comer depois que eu morrer.

não que eles vão se incomodar em subir os doze andares, claro.

e não que eu seje uma bêbada de alcóol ou dógras (apesar de precisar tomar conhaque de vez em quando). bêbada de nascença mesmo. aí fico passando vexame na rua, escorregando caindo errando o passo. não reconheço as pessoas. fico me autobolinando em público. falando sozinha. e quando falo com os outros sai quase ininteligível e eu sempre penso que não devia mais falar, pra poupar eu & a humanidade do ridículo.

ah.

mas eu continuo falando sempre. sem parar. bla-bla-blá. minha boa educação deve ter fugido pra algum lugar de clima mais ameno.

No comments: