27.3.04

'cause tonight is just like any other night
that's why you're on your own tonight
with your triumphs and your charms
while they're in each other's arms


a minha intenção quando eu fiz aquela porra de lista de livros que eu estou lendo esse ano era poder lembrar o que passou pelos meus olhos & mãos, e em que ordem, pra que eu pudesse recuperar o autor das idéias que voltassem à minha cabeça assim, flutuando sem dono.

mas me digam, de que me adianta se eu não consigo, mesmo vendo a lista, lembrar quem foi que disse que a diferença entre ódio e amor não é de qualidade, mas de quantidade?

quantidade de paixão, o indivíduo dizia. quanto mais paixão, mais perto do amor; quanto menos, mais perto do ódio. faz sentido, porque tem gente que se você não fosse obrigada a conviver com, você nem ia achar tão blargh assim. ia ser só uma pessoa meio boba e desapaixonante, mas como ela tá forçada na tua vida, aí você não gosta.

uma pessoa que não te desperta nem paixão nem interesse e que tá lá, toctoctoc na tua porta, só pode causar merda mesmo. tem tanta gente que não me interessa e que tá aí, se agarrando nas entrelinhas, pateticamente acenando & piscando, tentando fazer parte do que não faz a mínima questão de que a pessoa faça parte. como eu poderia achar agradável? argh.

e mais argh ainda sou eu, imprestável, que não lembro que teve a idéia. alas, woe, despair.

No comments: