30.1.04

"i gained all this weight out of love, not hate
i've got so much love to give (give me a break)
i'd love to sleep in late, but that dessert looks great.
was it something i said or was it something i ate?"

eu acredito nas fortes ligações entre coração & estômago.

o milan kundera diz, na insustentavel leveza do ser, que a maior prova que existe sobre a separação alma/corpo é que a Tereza, pronta pra entregar vida & alma pro Tomaz, sente gases se movendo dentro dela.

eu acho que é uma prova bem do contrário. das ligações entre o que se sente, o que se pensa, o que se é, e o que se pode tocar. o corpo é mais uma ramificação da alma, o que torna natural que algumas reações apareçam nele.

nunca senti borboletas no estômago. meu estômago ferve mesmo. e quando eu fico muito triste, eu vomito.

hoje, eu tava com fome e com saudade. comi e me enchi de comida, mas a saudade continua ali, um buraco, bem dentro do estômago.

it was something i said or something i ate?

No comments: